Odeio Meu Trabalho: 4 Dicas Para Melhorar a Situação

Você já deve ter ouvido alguma dessas frases: Odeio meu trabalho; “Se eu pudesse, pedia demissão hoje mesmo, mas não sei o que fazer com as contas.

Não saber o que fazer com as contas é um excelente exemplo de motivos (ou desculpas) que as pessoas utilizam para permanecerem em empregos que odeiam. 

O planejamento para sair do trabalho ruim e buscar por algo que te deixe minimamente feliz é imprescindível em sua carreira profissional.

Por isso, venha conosco e aprenda tudo para sair do “odeio meu trabalho” e ir para o “vou procurar um novo trabalho”.

Como saber se odeio meu trabalho? 3 sinal para ficar de olho

Como saber se odeio meu trabalho? 3 sinais para ficar de olho

A frustração profissional, quando não é bem resolvida, costuma se converter em ódio.

Ou seja, ódio pelo trabalho e pela profissão que executa.

Por isso, a frase odeio meu trabalhoé mais comum do que possamos imaginar. Vale salientar que é muito importante separar o ódio da insatisfação.

Isso porque estar insatisfeito com o trabalho é algo o qual todos nós, vez ou outra, já passamos. E isso não se aplica apenas ao trabalho.

Naturalmente, há dias que acordamos desanimados, mal-humorados, sem vontade de trabalhar, estressados com seu chefe e com os colegas de trabalho. 

Contudo, o problema surge quando esta situação se prolonga. 

Existem pessoas que passam anos em um emprego e se sentindo extremamente mal por estar lá. 

Nesse sentido, quando a insatisfação deixa de ser pontual e passa a ocorrer por um período prolongado, há alguns sintomas básicos que podem te auxiliar a perceber que odeia trabalhar:

Odeio meu trabalho, mas preciso do dinheiro: 3 sinais

Sinais que odeio meu trabalho: A alta irritabilidade

1 – Sinais que odeio meu trabalho: A alta irritabilidade

Quando a irritação passa a ser um hábito em sua vida, isso começa a ser preocupante.

Quando você se torna aquela pessoa amarga, que ninguém que ficar perto no trabalho e que odeia o chefe e os colegas.

No entanto, esse sintoma também pode indicar algum transtorno psicológico, como ansiedade ou insônia.

Por isso, o melhor nesse caso é tirar as dúvidas em um profissional da saúde especializado.

2 – Não faço mais planos

Ao abandonarmos quaisquer metas e objetivos relacionados a algo, isso pode indicar que não estejamos felizes com aquele lugar. 

Sinais que não gosto do meu trabalho: Eu não gosto do trabalho, mas me sinto preso a ele

3 – Sinais que não gosto do meu trabalho: Eu não gosto do trabalho, mas me sinto preso a ele

Seja por dívidas que precisa quitar, pela vontade de ir para outra empresa ou ainda pelo medo de entrar no ranking dos desempregados. 

Odeio meu emprego, o que fazer? 4 dicas para mudar a situação

1 – Ganho bem mas odeio meu trabalho: Entenda o motivo real de sua insatisfação

A insatisfação profissional pode ser causada por inúmeros motivos. 

Pode ser apenas aquele desgosto pontual (que dito anteriormente), como também pode indicar um problema muito maior. 

Primeiramente, a frustração profissional pode ser resultado do desgosto com aquela profissão ou área de atuação.

Lembra-se quando era mais novo e sonhava em entrar na universidade? Alguém chegava até você e dizia: “não se cobre demais, você pode descobrir que, na verdade, não gosta disso”.

Bom, isso pode realmente acontecer.

Por que é importante descobrir o motivo da insatifação no trabalho?

Quando você deixa de gostar daquela função, todo seu desgosto será refletido sobre o seu emprego e em sua relação com ele. 

Por isso, compreender essa situação é essencial, até mesmo para fazer o planejamento para sair do trabalho.

Ademais, também pode acontecer da insatisfação vir de outro lugar.

Talvez você esteja com problemas com outras coisas, por exemplo, a família. Assim, despeje toda sua carga emocional sobre seu trabalho.

Nesse momento, você pode se perguntar: “qual a importância de entender minha insatisfação profissional?

Entender o motivo de sua insatisfação é fundamental para pensar em soluções para o problema.

Seja buscar outra área de atuação, aproveitar melhor suas horas livres ou ainda procurar outro emprego.

Não gosto do meu emprego: Avalie sua postura atual

2 – Não gosto do meu emprego: Avalie sua postura atual

Às vezes, nosso maior demônio somos nós mesmos. Essa é uma daquelas terríveis verdades que, cedo ou tarde, precisamos aprender. 

Por isso, avalie como você está se comportando. Ou seja, se é uma pessoa tóxica para o seu ambiente de trabalho.

Em outras palavras, veja se você não é a origem de sua frustração profissional

Isso também é importante para que, reconhecendo seu comportamento, possa mudá-lo.

Caso contrário, nenhum emprego no mundo será capaz de deixá-lo feliz.

Pois, em todos você repetirá o mesmo comportamento e, consequentemente, causará a situação que te deixa infeliz

Essa avaliação, apesar de ser uma tarefa difícil e exigir muita inteligência emocional, pode ser feito com o auxílio de um psicólogo.

Não gosto do meu trabalho: Resolva seus conflitos

3 – Não gosto do meu trabalho: Resolva seus conflitos

Não adianta apenas se comportar como uma criança, dizendo “odeio meu trabalho”, “odeio trabalhar”, “odeio meu chefe”.

Afinal, esse é um comportamento infantil e que apenas aumentará sua frustração profissional.

Por isso, tão importante quanto reconhecer quais são os elementos que estão te deixando insatisfeito com o trabalho, é pensar nas soluções.

Se o que está te deixando infeliz é em outra esfera da sua vida, e você desconta no seu emprego, tente resolver esse problema naquela esfera da sua vida.

Você também poderia estar lidando com fofocas no trabalho. Nesse caso, é importante falar com a pessoa responsável.

Já se o que te torna infeliz é a sua função, ou seja, se descobriu que não quer mais trabalhar naquele cargo, comece a se planejar e a estudar para encontrar outra área de atuação. 

Caso nada disso seja o seu problema, inicie imediatamente um planejamento para sair do trabalho.

4 – Quero sair do meu emprego: Saiba o que você precisa

Conheça-te a ti mesmo. Esse provérbio estudado pelos estudantes de Filosofia se aplica em situações bem simples, por exemplo, quando alguém está insatisfeito com o trabalho

Saber o que você quer, o que planeja com aquele trabalho, se o considera como temporário ou permanente é de fundamental importância. 

Geralmente, não podemos ter o que precisamos no exato momento que queremos. Por exemplo, sair correndo e pedir demissão a cada mínimo desânimo. 

Mas, podemos nos planejar, criar metas e objetivos de vida. De fato, é extremamente difícil fazer isso (para não dizer impossível), quando você não sabe o que precisa

Novamente, se não consegue responder essa pergunta, o apoio de um psicólogo pode te auxiliar a descobrir esses novos caminhos

Contudo, saiba que precisa ser fiel. Não tenha medo de dizer, quero trabalhar menos e passar mais tempo com minha família”, quero trocar de função, “preciso voltar para a faculdade e recomeçar”

Seu trabalho deve servir seus objetivos de vida e não o contrário.

Odeio meu trabalho, mas tenho medo de sair

Odeio meu trabalho, mas tenho medo de sair

Mudanças podem ser devastadoras, mas a parte legal é que sempre podemos recomeçar. 

O medo em fazer algo novo e a incerteza por não saber como vai ser é algo comum. Não tem nada de estranho em sentir-se apreensivo ao pensar em mudar de emprego

Mas, essa apreensão não pode se tornar algo que te impede de agir. Quanto mais você alimentar essa frustração profissional, mais você acabará com o seu psicológico e físico. 

Certamente, ficar em um ambiente que não gosta e que gera profunda infelicidade acaba lentamente com qualquer pessoa.

Ainda, sabemos que a zona de conforto é extremamente agradável. 

Quero sair do meu emprego mas tenho medo: Por que?

Biologicamente, somos formados para ficar estacionados no mesmo lugar. Nosso cérebro, apesar de extremamente potente, também é preguiçoso e gosta de poupar energia

Por isso, sempre que pensamos em fazer algo novo, nos apavoramos e pensamos em mil motivos para não fazer. 

Então, não se preocupe! Afinal, esse medo que você sente ao pensar em trocar de emprego é uma reação natural do seu cérebro. 

Claro que não estamos recomendando a imprudência. Como adultos, é necessário esperar um pouquinho até conseguirmos trocar de emprego.

Portanto, pensando de maneira calma e planejada, você pode e deve procurar outro emprego.  

Como sobreviver a um emprego que você odeia?

Como sobreviver a um emprego que você odeia?

Se você realmente odeia aquele emprego, ou seja, não suporta o ambiente, seu chefe e os colegas de trabalho, precisa começar a pensar na possibilidade de trabalhar em uma nova empresa.

Neste período em que se prepara para a mudança real, você pode adquirir novos hábitos, uma espécie de como gostar do meu trabalho.

Dessa maneira, você consegue sobreviver àquele emprego que tanto odeia enquanto planeja sua mudança.

Como suportar um trabalho chato?

Primeiramente, escreva em uma folha tudo que você não gosta no seu trabalho e que te faz odiá-lo. Em outra folha, escreva as coisas que mais gosta. 

Em seguida, veja se há algo que pode fazer para resolver ou amenizar aquilo que não gosta.

Ou seja, como aprender a trabalhar com uma pessoa que você não gosta

Por último, se apegue àquilo que você realmente gosta. 

Por exemplo, pode ser que você não goste daquela empresa, mas seja apaixonado por profissão e por sua área de atuação.

Nesse caso, reforce pensamentos positivos sobre o que te faz feliz.

4 sinais de que você deveria procurar outro emprego

Sinais para procurar um novo emprego: Atitudes não éticas da empresa

1 – Sinais para procurar um novo emprego: Atitudes não éticas da empresa

Quando a própria empresa é antiética, adota comportamentos os quais você desaprova, esse é um forte indício de que deve começar a procurar por outra coisa. 

É o tipo de acontecimento que deixa o indivíduo insatisfeito com o trabalho.

Além disso, dificulta saber como gostar do meu trabalho, ao entrar em conflito com tudo aquilo aprendido como certo e errado.

2 – Ausência de posicionamento em decisões importantes

Esse é outro sinal bastante significativo.

Principalmente, quando você costumava ser participativo, de se posicionar nas reuniões e nas decisões mais importantes de sua empresa.

A insatisfação profissional reflete em sua  produtividade e na sua personalidade

Se isso está acontecendo com você, fique bastante atento.

Sintomas para encontrar um novo trabalho: Você não vê perspectiva de crescimento profissional

3 – Sintomas para encontrar um novo trabalho: Você não vê perspectiva de crescimento profissional

Se você trabalha com o foco preciso do dinheiro, algo está errado. 

Dessa forma, trabalhar não pode ser só por questões financeiras. No mínimo, você precisa enxergar algo mais no seu emprego. 

Ou seja, crescer naquela área, ter um plano de carreira, planejar e migrar para outros rumos.

Apenas o preciso do dinheiroé o caminho certo para chegar ao odeio trabalhar

4 – Não há empatia entre os colegas de trabalho

Trabalhar com uma pessoa que você não gosta ou em um ambiente extremamente tóxico também é um indicativo que você precisa procurar outros caminhos para sua vida. 

Por mais que todo ambiente de trabalho seja estressante e competitivo, há um limite para essa situação. 

Nesse caso, o limite é sua saúde mental

Odeio meu trabalho, como me planejar para sair?

Odeio meu trabalho, como me planejar para sair?

Enquanto faz o planejamento para sair do trabalho, se concentre naquilo que gosta.

Essa é uma forma de sobreviver por mais tempo e saber como gostar do meu trabalho.

Outra forma ainda mais simples de sobreviver a um emprego ruim é diminuir a importância dele em sua vida

Basicamente, consiste em “deixar o trabalho no trabalho”.

Ir até o trabalho, cumprir suas obrigações e, ao final do dia, esquecer completamente desse lugar. 

Veja que tudo que estamos falando aqui é transitório, medidas para serem adotadas a curto prazo, enquanto procura por outra coisa. 

O seu planejamento deve ser pensado de acordo com suas necessidades.

Se o preciso do dinheiro é muito forte em sua vida, planeje os gastos e as dívidas para a transição de emprego. 

Ademais, se quer trocar de função, fazer uma faculdade e organizar sua rotina para estudar também é bastante útil.

Conclusão

Neste artigo, você aprendeu tudo sobre a frase odeio meu trabalho

Trabalhar com uma pessoa que você não gosta, dependência financeira e não saber o que fazer com as contas são todos elementos que mantêm as pessoas a empregos infelizes. 

Por isso, é hora de trocar o “odeio meu trabalho” por “vou procurar um novo trabalho”

Sua saúde mental é importante e sua felicidade também. 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You May Also Like