O Que é Formação Acadêmica? Entenda os 6 Tipos e os Benefícios

Um candidato preparado tem muito mais chances de conseguir uma melhor colocação no mercado de trabalho.

E com ‘preparado’ devemos entender com um profissional reunindo a maior quantidade de conhecimentos para executar a sua função com perfeição ou mais próximo disso.

Temos então a necessidade de uma formação acadêmica. O mercado de trabalho valoriza cada vez mais a formação acadêmica.

É um critério importante quando se trata de escolher o melhor candidato porque envolve conhecer a profissão tecnicamente e não apenas na prática.

O que é formação acadêmica?

O que é formação acadêmica?

A formação acadêmica é a especialização educacional necessária para se tornar um profissional da área a qual você escolheu para atuar no mercado de trabalho.

Em outras palavras, é o seu grau de estudo para atuar na profissão. 

Existem duas formas de adquirir conhecimento e executar uma função como profissional da área: empiricamente ou com estudo.

O conhecimento empírico é aquele adquirido na prática é transmitido de uma pessoa para outra diretamente.

É muito comum, por exemplo, conhecer um encanador que aprendeu a sua profissão na prática. Entretanto, há cursos para isso. 

Podemos definir, então, a formação acadêmica como o conhecimento profissional adquirido em sala de aula (ou online, no formato EAD). Seria, por exemplo, a graduação ou curso técnico.

Quando o profissional vai mais adiante em sua área de ensino, ele pode fazer curso de especialização como pós-graduação.

Existe ainda a possibilidade de ir um pouco mais e fazer um mestrado ou doutorado e ainda o pós-doutorado.

Quais são os tipos de formação acadêmica?

Os tipos de formação acadêmica atualmente no sistema de ensino do Brasil são:

1 – Graduação

Ela pode durar entre 2 anos e meio e 4 anos.

As subclassificações são: bacharelado (para atuar como profissional da área ou seguir em linha de pesquisa) ou licenciatura (focada na atuação como professor).

Este é um dos tipos de formação acadêmica mais comuns.

2 – Técnico

Modalidade de curso de nível superior com duração média de 1 ano e meio a dois anos.  Não é requisito para mestrado ou doutorado, mas atua como profissional no mercado de trabalho com registro.

3 – Tecnológico

Graduação com menor duração, tendo a média de dois anos. Vale como graduação, pode fazer mestrado e doutorado.

4 – Pós-graduação

Curso de extensão educação continuada para quem já concluiu uma graduação e quer ampliar seus conhecimentos ou se aprofundar em um tema.

5 – Mestrado

Curso para quem quer seguir uma linha de pesquisa ou estudar mais profundamente em um determinado tema de acordo com o seu curso de graduação.

Não é preciso ter pós-graduação para partir para o mestrado, mas é necessário ter graduação.

6 – Doutorado 

O grau mais elevado de ensino pós-graduação em uma linha de pesquisa ou aprofundamento de um tema de relevância acadêmica.

Você vai apresentar um estudo sobre um tema que talvez tenha sido apresentado com uma abordagem diferente ou criar algo novo.

Como pré-requisito é preciso ter mestrado.

Qual é a importância da formação acadêmica no currículo?

A exigência básica do mercado de trabalho hoje é a formação profissional.

Apesar de muitos profissionais atuarem em suas áreas com conhecimento empírico, as grandes empresas valorizam quem investiu tempo e dinheiro para se tornar especialista na sua área.

O conhecimento técnico é importante para a perfeita execução de uma função. É através da formação, seja ela em nível técnico ou graduação, que um candidato na realmente pode fazer bem o seu trabalho e ocupar uma função.

Qual é o benefício de ter seguido a educação acadêmica?

O mais importante é entender e a formação profissional te garante o conhecimento necessário para evitar erros e danos.

Saber o motivo pelo qual uma atividade executada de uma certa maneira te garante não apenas uma melhor execução e produtividade.

Também evita que você machuque alguém ou cause danos financeiros à empresa. Isso é importante para qualquer profissão.

O mecânico sem conhecimento técnico pode significar uma peça e causar um acidente. Este é um exemplo bem fácil de entender que o mercado de trabalho valoriza tanto a formação acadêmica.

O que é formação básica?

O título de formação básica vem do Ministério da Educação, conhecido por sua sigla MEC. Contudo, o que é formação básica?

Corresponde ao ensino de base necessário para viver em sociedade e controlar sua renda.

No Brasil a formação básica é composta por Ensino Fundamental e Ensino Médio.

Ela é obrigatória para todos os brasileiros e é uma obrigação do governo federal fornecer este serviço gratuitamente para quem não pode pagar. Está na Constituição Brasileira o direito ao acesso à educação e qualidade.

Ter uma formação básica no currículo é pré-requisito para qualquer função no mercado de trabalho. Significa que um profissional pode ler e escrever, consegue interpretar informações e se torna mais seguro de executar uma função em um determinado cargo.

Hoje as vagas de emprego focam no grau de instrução do candidato.

Para alguns cargos é preciso ter apenas formação básica do ensino fundamental. E para outros, se faz necessário ter ensino médio completo, enquanto a maioria deles pede a formação acadêmica.

Como escrever sua formação acadêmica no currículo

Segundo especialistas na elaboração de currículo, a listagem acadêmica deve ser decrescente. Em outras palavras, inicia com a última formação profissional e finaliza na primeira.

Muitas pessoas estão em todas as instituições de ensino a qual transitaram durante seus estudos. Isso só deve ser feito se realmente vale a pena e vai te diferenciar na análise curricular.

Se você estudou o ensino médio em uma escola técnica e posteriormente fez graduação no mesmo segmento para aprofundar seus conhecimentos, por exemplo,  vale a pena citar onde cursou o ensino médio.

Entretanto, quem possui graduação não precisa citar o ensino médio porque é um pré-requisito. Apenas se seu ensino médio tiver ligação com a graduação.

Outro exemplo é ter cursado o magistério e seguido na área da Educação no ensino superior como pedagogia, por exemplo.

Neste caso, os dois cursos se complementam para quem quer atuar na educação infantil ou busca um cargo de gestão escolar.

Se está fazendo um curso, então aprenda a como colocar no currículo curso em andamento porque é importante. Coloque-o na lista e escreva ao lado do tema “em andamento”.

Qual ordem seguir para colocar a formação acadêmica?

Alguns usam currículo na ordem crescente (do ensino médio até o ensino superior) e outros preferem a decrescente (partindo a graduação e descendo é o ensino médio).

Duas formas são permitidas, então você é livre para escolher qual valoriza mais o seu currículo. Se o tema de sua graduação for interessante para o cargo almejado, pode vir primeiro.

Como escrever formação básica no currículo

Não tendo ensino superior, o seu currículo se restringe à educação básica. Em outras palavras, você deve estar onde cursou o Ensino Fundamental e Médio.

Não é preciso colocar os dois porque ter o ensino médio significa que você passou pelo fundamental com louvor. Logo, pode se restringir à última graduação mais elevada. 

O mesmo vale se você não quiser colocar ensino médio quando fez um curso superior ou curso técnico.

A ordem correta é colocar primeiro o curso, em seguida a escola e por último o ano de conclusão.

Essa informação é importante porque os recrutadores analisam quanto tempo você está fora de  sala de aula e se isso pode prejudicar o seu trabalho. Ter se formado em química industrial há 20 anos, por exemplo, pode comprometer o seu conhecimento na área.

Não tenho formação acadêmica, e agora?

Nem todas as vagas de emprego são para quem tem curso de graduação no mercado. Muitas funções necessárias para a economia funcionar são apenas para ensino médio ou fundamental.

É possível ter um bom salário e ser contratado com carteira assinada tendo apenas a educação básica como base do seu currículo profissional. E você pode fazer carreira com isso!

Se não tenho formação acadêmica, posso conseguir um emprego mesmo assim. A formação acadêmica só vai te atrapalhar na busca por emprego quando você quiser ocupar uma vaga para quem tem esquecimento específico.

Ai não tem como mesmo, infelizmente. Você não poderá concorrer a uma vaga para médico medicina ou para contabilidade sem ser graduado em curso de igual nome.

Não vamos deixar de informar o quanto a graduação é importante para a qualificação profissional.

Ela lança no mercado profissionais capacitados para solucionar problemas e prestar serviços da melhor forma possível. Entretanto, é possível emprego apenas com a formação básica.

Devo colocar Ensino Fundamental e Médio no currículo?

Candidato apenas com ensino fundamental deve listar apenas a maior formação superior. 

Se você tem ensino médio, então não precisa colocar no fundamental. E se tem apenas o fundamental, coloque ele porque é muito importante.

Profissionais com ensino superior não necessitam listar o médio por se tratar de um pré-requisito.

Dicas para impressionar com a formação acadêmica no currículo 

A formação acadêmica é um item que impressiona por si só no currículo.

Quanto mais cursos especializados na sua área você tiver, maiores são as chances de impressionar o recrutador e causar uma boa impressão prévia.

Se a lista de cursos de pós-graduação for extensa,  então opte por iniciar em ordem decrescente para mostrar os principais cursos. Liste-os no top, em especial se estamos falando de doutorado ou uma pós-graduação que poucos candidatos possuem. 

Cursos no exterior não devem ser esquecidos e são um diferencial no currículo profissional. Eles devem ser listados no topo da lista como mais importantes. 

Entretanto, deixe a informação falar por si.

Não é preciso destacar em fonte de letra ou colocar em uma cor diferente uma graduação ou uma pós-graduação especial e diferenciada, colocando-a no topo da lista você já consegue diferenciar dos demais.

Conclusão 

A formação acadêmica é um dos itens mais importantes do currículo.

Ele é analisado com afinco e, em muitos casos, a empresa pode buscar referências e solicitar o diploma de conclusão de curso.

E o que pôr em formação no currículo profissional que, caso seja falsa, pode causar muitos problemas de referência profissional futuramente. 

Também te torna não apenas um profissional qualificado, como também extremamente competitivo para se lançar em uma carreira de altos salários e reconhecimento.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You May Also Like