O Que É Formação Acadêmica E 5 Motivos Para Você Investir Nela!

Saiba agora o que é formação acadêmica, qual a sua importância e entenda os motivos pelos quais você não deve negligenciar isso na sua carreira profissional

Você sabe ao certo o que é formação acadêmica? Essa é uma das partes mais importantes do currículo, por isso, não pode ser ignorada.

Nesse sentido, se você elaborando o seu cartão de visitas profissional, precisa ter atenção redobrada nessa parte do documento.

Atualmente, muitas pessoas dão destaque para o resumo de qualificações e até mesmo para as experiências profissionais e se esquecem da formação acadêmica.

Entretanto, essa parte é fundamental para o recrutador entender o seu grau de conhecimentos. Bem como, para que ele saiba o quanto você entende de determinada área.

Desse modo, saber expor a sua formação corretamente é essencial para conseguir a entrevista de emprego.

Deseja saber mais sobre o assunto e construir um currículo realmente impressionante? Se sim, acompanhe a nossa matéria de hoje e tenha uma excelente leitura!

Afinal, o que é formação acadêmica?

Antes de mais nada, é hora de saber o que é formação acadêmica no currículo. Segundo o Ministério da Educação (MEC) existem três níveis de formação, que são as seguintes:

Formação acadêmica o que é

  • Ensino básico;
  • Ensino técnico;
  • Ensino superior.

Dessa forma, todas essas instâncias devem constar no seu currículo (desde que você possua esses níveis de educação) de forma organizada.

De maneira clara e resumida, podemos afirmar que os níveis de formação se constituem da seguinte forma:

Ensino básico

Primeiramente, essa é a parte onde você deve expor o seu grau de formação básica, ou seja, ensino fundamental e ensino médio. Nesse sentido, pode ter sido feito em escola pública ou colégio particular.

Ensino técnico

Como o próprio nome já diz, se você fez algum curso técnico, também deve citar na sua formação acadêmica do currículo.

Ensino Superior

Por fim, temos a formação superior. Dessa forma, devem ser citados os cursos de graduação, tecnólogos, MBA, pós-graduação, mestrado e doutorado.

Relevância dessa aba no seu currículo

Conforme você pode ver, é na aba de formação acadêmica que o recrutador poderá ver o seu nível de conhecimento teórico.

Ademais, em casos de vagas específicas, um curso técnico pode ser um grande diferencial. Por exemplo, para trabalhar como auxiliar de dentista, é imprescindível ter o curso técnico em saúde bucal.

Em resumo, o trecho de formação acadêmica deixará claro para o recrutador o que você sabe, o que domina e quais cursos já realizou que te possibilitam trabalhar em determinada área.

Como citar a formação acadêmica no currículo?

o que é formação acadêmica

Ao passo que você sabe que formação escolar acadêmica é o mesma coisa que escolaridade, chegou a hora de assimilar melhor essa aplicação.

Desse modo, vamos te mostrar 3 exemplos práticos sobre o que é formação acadêmica no currículo. Assim, você vai saber

Dica 01

Licenciatura em Letras

Universidade PUC Minas — Belo Horizonte, Minas Gerais

2018-2021

Projeto de iniciação científica vencedor em 2020 da Universidade com o tema “Literatura e Mídias Digitais”

Curso extracurricular — Desenvolvimento de textos para redes sociais

Universidade Federal de Minas Gerais – 2019

Ensino Médio

Colégio Arnaldo de Belo Horizonte — Belo Horizonte, MG

Conclusão: 2017

Dica 02

Abaixo, você verá um modelo ideal para quem está em busca do primeiro emprego, acompanhe:

Ensino Médio

Escola Estadual (cite o nome da instituição) — Maceió, Alagoas

Conclusão: 2020

Cursos extracurriculares

Curso profissionalizante de assistente contábil

Cite o nome da escola, bem como, o ano de conclusão

Workshop em Matemática Financeira do século XXI

18 horas, ministrada por (cite o professo)

2021

Dica 03

Ademais, pessoas que possuem muitas formações e ampla trajetória acadêmica, devem agir com sabedoria.

Nesse sentido, opte por citar sempre a sua formação em ordem cronológica inversa. Ou seja, do ponto mais atual, para o mais antigo. Veja só um exemplo de alguém bastante graduado:

Doutoranda em Teoria da Literatura

Universidade de Coimbra, Portugal

Conclusão prevista para 2022

Mestre em Literatura Brasileira

Universidade de São Paulo, USP – 2017

Licenciatura plena em Letras

UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas – 2014

Cursos extracurriculares em Didática aplicada (2013) e Teoria da Comunicação Interdisciplinar (2013), ambas na Faculdade Anhanguera em São Paulo.

Qual a real importância de investir tempo e dinheiro na formação acadêmica?

o que é formação acadêmica

Sob o mesmo ponto de vista, não basta saber montar um bom currículo. Além disso, é super importante investir na sua trajetória profissional.

Dessa forma, muitas pessoas se acomodam e param de lutar para ter cada vez mais formação acadêmica.

Você não precisa fazer várias faculdades e nem realizar cursos todos os dias. Na realidade, o mais importante é se manter atualizado(a).

Só assim, você será um profissional disputado pelo mercado. Quer ser alguém que as empresas sonham em ter no quadro de funcionários? Se sim, entenda agora como investir em formação acadêmica pode te ajudar a conquistar isso. Veja!

1.      Seja um profissional diferenciado

De antemão, você já entendeu o que é a formação acadêmica. Todavia, você sabia que ela pode te ajudar a se diferenciar no mercado de trabalho?

Atualmente, a disputa por vagas de emprego está cada dia mais acirrada. Desse modo, as companhias e empresas de recrutamento valorizam mais candidatos que possuem diplomas e certificados.

Ter experiência profissional conta muito a seu favor. Contudo, é igualmente importante atestar a sua expertise através de cursos, faculdade, treinamentos e outras formas de estudo.

Em síntese, a formação acadêmica dá um “up” no seu currículo e te coloca à frente de quem possui apenas e ensino básico, por exemplo.

2.      Adquira conhecimento

Nesse sentido, estudar não garante apenas destaque do currículo. Assim, a formação acadêmica também permite que você adquira novos conhecimentos.

Hoje em dia, os empregos estão cada vez mais multifuncionais. Ou seja, é importante saber atuar em várias frentes e compreender novas tecnologias.

Um professor, por exemplo, precisa saber lidar com videoaulas e ensino à distância. Ademais, cada vez mais médicos se especializam em cirurgia robótica.

Portanto, investir em cursos de qualificação, pós-graduação e demais formações é uma ótima oportunidade de saber lidar com a evolução do mercado de trabalho.

Por fim, acreditamos que depois da revolução digital, será cada vez mais importante dominar tecnologias, computadores, mídias digitais e tudo o que se refere ao mundo virtual.

3.      Consiga melhores oportunidades de trabalho

Conforme você pode notar, pessoas que têm uma boa formação acadêmica conseguem se destacar em processos seletivos.

Desse modo, as melhores oportunidades de trabalho são, facilmente, preenchidas por tais indivíduos.

Afinal, antes mesmo de fazer a entrevista, o recrutador pode ver quem já estudou mais. Assim, consegue entender qual candidato(a) terá mais ferramentas e informações para lidar com o dia-a-dia da empresa.

Normalmente, as companhias optam por escolher pessoas que já possuam uma formação acadêmica mais consistente, isso porque elas poderão:

O que é formação acadêmica e complementar

  • Transmitir mais segurança e até conhecimentos para a equipe de que fazem parte;
  • Agir com mais efetividade diante dos problemas;
  • Bem como, aplicar a teoria de forma prática nas atividades do dia-a-dia da empresa.

4.      Tenha chances reais de ser melhor remunerado(a)

Além disso, uma pesquisa realizada pelo IBGE apontou que pessoas com graduação e estudos complementares ao Ensino Médio, costumam ganhar quase 3 vezes mais.

Desse modo, possuir apenas o ensino médio te deixa em uma situação de exposição a trabalhos mal remunerados.

Assim, notamos isso na prática. Por exemplo, um administrador de empresas costuma ganhar em torno de R$ 4 mil por mês. Todavia, um técnico dessa mesma área ganha em torno de R$ 2 mil mensais.

Bem como, um engenheiro da área de computação tem rendimentos mensais que giram em torno de R$ 6 mil. Porém, um técnico de computadores não costuma ganhar mais que R$ 1.800 por mês.

Portanto, invista sempre em educação e opte por estudar. Isso poderá te garantir não só um emprego em uma companhia estruturada, como também melhores rendimentos para você e, como consequência, para a sua família.

5.      Networking

Por último, não podemos deixar de falar que sempre que você estuda, você conhece novas pessoas da sua área de atuação.

Dessa forma, realizar cursos, treinamentos, workshops, seminários, faculdades e todas as outras ações para formação, ampliam a sua rede de contatos.

Ou seja, isso te ajuda muito a expandir e estruturar o seu networking. Dessa forma, você consegue ter uma rede coerente no LinkedIn, bem como, lida pessoalmente e em eventos com outros profissionais da sua área.

Assim, fica mais simples conseguir indicações de emprego e observar as mudanças do mercado nacional. Ademais, você poderá entender a base salarial de seus colegas e até mesmo compreender os benefícios oferecidos por outras companhias.

Nesse sentido, também dá para você orientar quem está chegando agora na sua área e até mesmo ajudar essas pessoas com o seu conhecimento.

Em resumo, o networking é excelente para todos os que estão envolvidos nessa rede de contatos!

Enfim, você sabe o que é formação acadêmica e qual a sua importância no mercado de trabalho atual. Você gosta de ler esse tipo de conteúdo?

Então ative as nossas notificações e acompanhe todos os lançamentos diários do nosso portal sobre carreiras, confecção de currículos e empregabilidade.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You May Also Like