O Que Colocar No Título Do LinkedIn Quando Está Desempregado: 3 Dicas Para Dar Impulso

O que colocar no título do LinkedIn quando está desempregado?

Esse é um questionamento bem comum atualmente.

Afinal, o Brasil conta com mais de 14,1 milhões de pessoas desempregadas.

Por outro lado, não há como negar a dimensão que a rede social profissional LinkedIn adquiriu. 

Velhos e novos profissionais, autônomos, CLTs e, inclusive, os desempregados.

Em cada um desses segmentos, cresce o número de pessoas que utilizam o LinkedIn.

O LinkedIn se tornou muito importante nos últimos anos, pois permitiu a conexão de pessoas com um objetivo em comum: compor o mercado de trabalho.

Para tanto, o LinkedIn é também uma ferramenta de autopromoção e de marketing pessoal.

Nesse sentido, cada mínimo espaço do seu perfil deve ser pensado estrategicamente.

Do título do LinkedIn até a seção de experiências profissionais, você deve se atentar para que consiga ter um bom aproveitamento da rede, seja investindo no networking ou conseguindo aquela vaga de emprego tão almejada. 

Vamos aprender, neste texto, o que colocar no título do LinkedIn quando está desempregado, bem como a preencher outros espaços que compõem o seu perfil no LinkedIn. 

Portanto, descubra agora como pode colocar no título do LinkedIn quando está desempregado, bem como preencher outros espaços que compõem o seu perfil.

O que é o título do LinkedIn?

Título do LinkedIn quando está desempregad

O título do LinkedIn é aquele espaço que fica imediatamente abaixo do nome da pessoa na rede social. 

Devido seu destaque na página e uma fonte um pouco menor abaixo do nome, o título do LinkedIn é uma ferramenta crucial que você possa utilizar para sua autopromoção.

Nada é aleatório neste mundo, em especial, os conteúdos que são produzidos e veiculados diariamente na Internet. 

A criação de uma rede social como o LinkedIn, por exemplo, atende a objetivos econômicos, políticos e sociais.

Assim, para que essa rede fosse criada, foi necessária a atuação de desenvolvedores, programadores e profissionais especialistas em marketing.

Isso significa que a localização de cada item na página do LinkedIn não é aleatória. 

O título do LinkedIn não foi parar “por acaso” logo abaixo do nome.

Existe uma explicação racional e válida para isto.

Ocorre que, se olharmos logo acima do nome da pessoa no LinkedIn, o que iremos encontrar? A foto de perfil

A foto é o elemento primário que atrai os olhares das pessoas.

Dessa forma, quaisquer elementos que estejam próximos a essa foto serão percebidos rapidamente. 

Dito isso, a localização estratégica que o título do LinkedIn se encontra é totalmente planejada.

O título vende o seu peixe.

Como veremos abaixo, existem informações certas e adequadas para adicionar ao título do LinkedIn.

Um título atrativo e bem construído, pode resultar em mais pessoas interessadas em estabelecer conexões com você. 

Como colocar no LinkedIn que você está em busca de oportunidades?

Desde que o LinkedIn se popularizou, passando a contar com milhões de usuários, a ferramenta sofreu atualizações.

Dessa maneira, o objetivo atual é atender às muitas demandas de seus usuários.

O interessante do LinkedIn é a possibilidade de personalizá-lo, de modo a deixá-lo com a sua cara e criar um perfil que atende a seus objetivos profissionais.

Há diversas configurações que podem ser feitas no LinkedIn, que permitem ao usuário saber como colocar no LinkedIn que estou à procura de emprego.

Vamos conhecer algumas delas:

  1. Colocar no perfil da empresa um alerta de vagas: vá até o perfil da empresa < clique em ‘Vagas’ < ‘Criar alerta de vagas’.
  2. Você pode se candidatar diretamente em uma vaga: vá à parte superior da página inicial do LinkedIn < clique em ‘Vagas’ < preencha o espaço com o nome da vaga e a cidade de interesse < clique em ‘Procurar’. Se aparecer alguma vaga que você está interessado, clique em ‘Candidatar-se’.
  3. Criar alerta de vagas para determinada profissão: vá até à parte superior da página inicial do LinkedIn < clique em ‘Vagas’ < preencha o espaço com o nome da vaga e a cidade de interesse < clique em ‘Procurar’ < ative a opção ‘Alerta de vaga desativado’ < selecione como quer a frequência e o meio que deseja receber o alerta. Para finalizar, clique em ‘Salvar’.
  4. Personalizar o título do LinkedIn: esse subtópico, em especial, será tratado mais abaixo. 
  5. Configure as opções de procura por vagas de acordo com o seu gosto e preferências: vá até à parte superior da página inicial do LinkedIn < clique na opção ‘Eu’ ‘Configurações e privacidade’ < ‘Preferências de procura por emprego’. Lá você tem uma série de opções à sua disposição para combiná-las como preferir. 

Como fazer o robô do LinkedIn encontrar o emprego ideal para você?

Creio que todas as redes sociais ou, ao menos, a maioria delas, utilizam robôs e softwares para fazer a leitura e interpretação dos desejos dos usuários.

No LinkedIn, é a mesma coisa.

Como o LinkedIn é uma rede social extremamente completa, com múltiplas opções de configurações, saiba que há várias formas pelas quais você pode utilizar o robozinho a seu favor.

O robô do LinkedIn interpreta as ações do usuário com base em três prerrogativas:

  1. As informações que compõem o seu perfil;
  2. O modo como você configura seu perfil;
  3. A utilização da rede, ou seja, sua atividade.

Quanto mais você personalizar a opção de ‘Vagas’ e as outras opções que permitem procurar emprego, mais completo serão os resultados pesquisados pelo robô.

Além disso, fazer o uso recorrente do LinkedIn é fundamental.

Se você utiliza pouco, o robô entenderá que seu interesse não é tão grande, priorizando outras pessoas.

Por isso, se quer saber como utilizar o robô do LinkedIn para encontrar emprego, siga essa receita: use o LinkedIn diariamente, configure-o para buscar seus interesses e mantenha as informações do seu perfil completas e atualizadas. 

O que colocar no título do LinkedIn para se destacar?

1. Cargo atual

Colocar qual é o seu cargo atual, ou seja, o que você faz no momento, é uma excelente forma tanto para pessoas empregadas quanto para as desempregadas.

Para aqueles que estão empregados, preencher o cargo atual permite que você possa conhecer outras pessoas que trabalham na mesma profissão que você.

Ao conhecer outras pessoas, irá melhorar seu networking, algo fundamental atualmente.

Além disso, mesmo que esteja trabalhando, se uma empresa precisar de um profissional que exerça o mesmo cargo que você e gostar de seu perfil, pode até receber uma proposta de trabalho mais atrativa.

No caso dos profissionais desempregados, colocar a área de atuação no LinkedIn é um recurso inteligente, não apenas para facilitar que empresas te encontrem, como também auxiliar que o robô do LinkedIn faça pesquisas mais completas de vagas de emprego para você.

2. Área de atuação

A área de atuação é outro elemento que pode auxiliar bastante as pessoas desempregadas e empregadas.

Em especial, aqueles que estão fora do mercado de trabalho.

Para desempregados, colocar a área de atuação permite ao robô do LinkedIn fazer uma pesquisa completa e abrangente.

O ideal é que você coloque tanto o cargo atual quanto a área de atuação. 

Ao colocar a área de atuação, o robô do LinkedIn fará pesquisas mais genéricas e abrangentes, de modo a atingir toda aquela área.

Assim, permitirá que você tenha conhecimento de várias profissões em uma mesma área.

No caso de uma empresa que procura por funcionários, é a mesma coisa.

Em síntese, preencher tanto a área de atuação quanto o cargo atual aumenta as chances das empresas encontrarem você e do robô do LinkedIn ser ainda mais útil.

3. Local de trabalho

Se você trabalha, é interessante colocar o local de trabalho.

Pois, quaisquer pessoas que trabalhem ou tenham qualquer  ligação com o local poderão encontrar seu perfil.

É uma forma de encontrar pessoas próximas a você, possibilitando estabelecer novas conexões e aumentar sua rede de networking.

Para quem está desempregado, ao colocar o local de trabalho (cidade, região de atuação) no título do LinkedIn, todas as empresas e pessoas com alguma relação com esse local também poderão acessar seu perfil mais facilmente. 

4. Interesses profissionais

Coloque, de maneira clara e sucinta, quais são os seus interesses profissionais.

Ou seja, o que gera curiosidade, onde você quer chegar e áreas que você gosta.

É importante lembrar que, no título, não há espaço para longos textos.

Por isso, o ideal é que procure resumir em pouquíssimas palavras seus interesses profissionais.

5. Experiências

Colocar os grandes feitos da sua vida profissional e suas experiências permite uma série de possibilidades:

  • Encontrar pessoas que se identifiquem com você, aumentando a networking;
  • Dar ao robô do LinkedIn recursos para interpretar você de forma completa;
  • Possibilitar que as empresas que se interessarem pelo seu perfil possam te conhecer melhor.

6. Palavras-chave

O uso de palavras-chave é um recurso utilizado em diversos meios e com as mais diversas finalidades.

As palavras-chave são filtros.

Assim, tanto o robô do LinkedIn quanto as empresas que fizerem pesquisas, utilizando as mesmas palavras e/ou termos que você colocou, serão redirecionados ao seu perfil.

Trata-se de uma estratégia extremamente inteligente.

Além disso, você pode utilizá-las para preencher cada um dos tópicos apresentados anteriormente.

Dicas de como preencher o LinkedIn quando não estiver trabalhando

1. Avise que está buscando recolocação

As empresas e o robô do LinkedIn não saberão que você quer uma oportunidade se não manifestar seu interesse.

Dito isso, na seção do título do LinkedIn, você pode fazer esse informativo, da maneira mais clara e sucinta que conseguir.

Basta dizer “Buscando novas oportunidades” ou “Buscando por emprego”.

2. Mantenha a área de interesse no título

Se quer saber o que colocar no título do LinkedIn quando está desempregado, comece mantendo a área de interesse.

Assim, você contribui para que empresas que trabalham naquela área possam te encontrar.

Além disso, não é porque você está desempregado que deixou de ter interesse em determinada área.

Ao contrário, muitos interesses surgem justamente no processo de procura de um novo emprego e área de atuação.

3. Evite a expressão “Trabalho Autônomo”

A mera expressão “Trabalho Autônomo” é extremamente genérica e abrangente.

Há, literalmente, centenas de trabalhos que se configuram como autônomos.

Por isso, o ideal é que você seja mais específico.

Portanto, em vez de colocar “Trabalho Autônomo”, coloque o que você fazia como autônomo.

Por exemplo: “Redator de Artigos para blogs em variadas categorias temáticas”.

Conclusão

Ao longo desse artigo, você aprendeu dicas valiosíssimas sobre o que colocar no título do LinkedIn quando está desempregado.

O LinkedIn é uma rede com alto poder de influenciar profissionais e pode te ajudar a conseguir um novo emprego.

Ser um usuário ativo dessa plataforma é essencial para quaisquer profissionais que desejam estar atualizados no mercado de trabalho em 2021.

Por isso, não perca tempo!

Se você ainda não é usuário, crie a sua conta e aplique tudo que aprendeu aqui sobre o que colocar no título do LinkedIn quando está desempregado. 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You May Also Like