Livros de Educação Financeira: O Melhor Em 2021

Aproveitar-a-leiture-sobre-educação-financeira

Conheça os melhores livros de educação financeira e entenda a importância desse assunto

Os livros de educação financeira são ótimos professores para quem deseja conhecer o assunto.

Afinal, o hábito de leitura é o primeiro passo rumo a uma vida financeira estável.

Sem dúvida, esses aliados vão te ajudar a controlar o seu dinheiro.

Para muitos é difícil ter sucesso nessa empreitada. Porém, se houver dedicação, é possível sim.

Por isso, saiba como organizar suas finanças e a importância de ler sobre esse tema.

Além disso, conheça os best-sellers disponíveis no mercado.

O que é educação financeira?

O que é educação financeira?

Caso você não conheça esse termo, não se preocupe.

Sobretudo, porque no Brasil essa temática é pouco trabalhada. 

Não é ensinado nas escolas sobre empreendedorismo, finanças pessoais ou planejamento financeiro.

Entretanto, em outros países, esses assuntos estão presentes na grade curricular já há certo tempo. 

Dados da CNC de 2020, indicam que mais de 65% dos cidadãos brasileiros possuem dívidas.

Por outro lado, menos de 2% da população participa de algum investimento na Bolsa. 

Essa é a importância dos livros de educação financeira.

Ou seja, ensinar sobre dinheiro para ter qualidade de vida e bem-estar financeiro.

Inclusive, vai muito além do simples economizar.

Significa tomar as rédeas das suas finanças e gastar de forma consciente.

Por exemplo, quando for adquirir um produto, questione se você realmente precisa daquela mercadoria. 

Com isso, gastos desnecessários são evitados e hábitos mais saudáveis são obtidos.

Dessa forma, a educação financeira ensina a:

  • Controlar seu dinheiro, ter domínio sobre ele e não o contrário;
  • Melhorar a qualidade de vida, evitando as dívidas;
  • Planejar a vida financeira, a fim de realizar seus sonhos e ambições.

Livros de educação financeira: como organizar as finanças

Organização é a palavra chave na busca por uma vida financeira estável.

Logo, veja algumas ideias de como manter suas economias sob controle.

A importância da educação financeira 

Estudar esse tema te ajuda a ter mais consciência sobre o seu dinheiro.

Desse modo, o consumidor fica mais consciente, evitando gastos desnecessários e endividamentos. 

Faça um bom planejamento financeiro

Use planilhas, aplicativos ou simplesmente anote tudo em um caderno.

Assim, registre cada gasto e também os ganhos. 

Com isso, será mais fácil visualizar suas contas.

A fim de cortar algumas despesas não tão importantes.

Livros de educação financeira: tenha uma reserva de emergência

Os imprevistos sempre acontecem, por isso, é bom estar preparado financeiramente.

Em geral, é indicado que você guarde seis meses do valor equivalente às despesas mensais. 

Pague as suas dívidas

Renegocie suas pendências.

Em geral, as instituições financeiras oferecem oportunidades de pagamentos com descontos.

Assim, entre em contato e tente chegar em um acordo satisfatório para ambos. 

Invista parte do seu dinheiro

Aprenda mais sobre o assunto.

Além disso, fique sempre informado sobre notícias econômicas e políticas mundo afora.

Qual a importância da leitura sobre educação financeira?

É fundamental para que a pessoa atinja a independência econômica.

Então, para ter uma boa qualidade de vida é preciso:

  • Conhecer suas reais necessidades;
  • Entender os gastos;
  • Controlar o dinheiro. 

Com a educação financeira, você evita a inadimplência.

Logo, é possível escapar não somente de problemas financeiros, mas também emocionais.

Riqueza não é uma questão de sorte. Isto é, a não ser que você ganhe na Mega-Sena.

Contudo, fora isso, é preciso planejamento e controle.

Pois, o que você faz com o seu dinheiro, interfere na capacidade de acumulá-lo.

Suponha que você receba mensalmente R$ 3.000,00.

Assim, dessa quantia você retira R$ 1.800,00 para as despesas básicas.

Por exemplo, água, luz, aluguel, alimentação.

Com R$1.000,00, você faz compras e paga por serviços de assinatura.

Portanto, resta R$200,00 que fica na conta.

Nessa simulação, suas escolhas estão equivocadas.

Em primeiro lugar, você realmente precisava daquele sapato novo?

Ou seja, questionar os gastos não essenciais é fundamental.

E deixar o dinheiro na conta também não vale a pena.

Portanto, busque um investimento para que ele renda.

Porém, isso requer estudo. Por isso, leia conteúdos sobre o assunto.

Livros de educação financeira são bons?

Tem sido bastante comum encontrar esse tipo de temática nas livrarias.

Inclusive, escritos especialmente para pessoas que entendem pouco ou nada sobre o tema.

Assim, livros de autoajuda comportamental e empresarial têm tomado as prateleiras.

Por meio da leitura, é possível conhecer práticas valiosas e metodologias comprovadas.

Com efeito, organizar suas contas e investir de modo inteligente é uma chance de mudar de vida. 

É um aprendizado que está à sua disposição, basta querer. Então, por que não?

Assim sendo, conheça a seguir 10 livros sobre educar-se financeiramente.

1- Livros de educação financeira: pai rico, pai pobre

 Livros de educação financeira: pai rico, pai pobre

O autor é o milionário americano Robert Kiyosaki.

Logo, em seu best-seller ele descreve sobre suas experiências pessoais.

Dessa forma, ele relata o estilo de vida de dois pais: o dele e do seu melhor amigo. 

Vale ressaltar, que o primeiro não atingiu a independência financeira (pai pobre).

No entanto, o segundo, por meio do empreendedorismo, tornou-se o homem mais rico do Havaí.

Ou seja, pai rico.

A obra expõe sobre inteligência financeira.

Portanto, é leitura obrigatória para quem quer melhorar de vida.

2 – Casais inteligentes enriquecem juntos 

Questões financeiras costumam ser pauta de muitas discussões entre cônjuges.

Dessa maneira, o autor vê na falta de diálogo, o principal motivo para brigas. 

Gustavo Cerbasi oferece várias estratégias para que os casais sejam parceiros.

Além disso, ensina sobre investimento e noções de economia.

Assim, dentre os tópicos abordados estão:

  • As crises financeiras de um relacionamento;
  • Planos para previdência e seguros;
  • Como lidar com heranças.

3 – Livros de educação financeira: sonho grande

Livros de educação financeira: sonho grande

Essa obra fala da vida de três brasileiros que obtiveram destaque mundial.

Desse modo, esses empresários se uniram e compraram famosas marcas como:

  • Budweiser;
  • Heinz;
  • E Burger King.

As práticas abordadas podem ser usadas por qualquer indivíduo que queira crescer.

Independentemente do tipo de negócio.

4 – O famoso best-seller de Nathalia Arcuri

A obra é ‘Me Poupe: 10 passos para nunca mais faltar dinheiro no seu bolso’.

Aliás, essa autora ficou milionária aos 32 anos.

Logo, em seu livro, ela mostra como ter liberdade financeira.

Aliás, também indica hábitos que prejudicam às finanças.

5 – Segredos da mente milionária de Harv T. Eker

Segredos da mente milionária de Harv T. Eker

Esse milionário americano mostra como ideias positivas sobre dinheiro podem ser enriquecedoras.

Com efeito, o objetivo é mudar a mentalidade dos leitores.

A fim de que eles conquistem suas metas financeiras.

6 – Educação financeira ao alcance de todos

José Pio Martins ensina alguns conceitos como: geração de renda e patrimônio líquido.

Assim, é um livro voltado para leigos que querem aprender sobre isso.

Com alguns conceitos, é uma verdadeira aula introdutória para se educar financeiramente. 

7 – Livros de educação financeira: quem pensa enriquece

Henry Ford, Theodore Roosevelt, John Rockefeller e outros, o que eles têm em comum?

Sem dúvida, grandes fortunas.

Por isso, Napoleon Hill, mostra como você pode atingir esse patamar de riqueza.

8 – O homem mais rico da Babilônia de George S. Clason

Nesta obra, você descobre como multiplicar seu patrimônio e resolver problemas financeiros. 

O autor dá dicas para evitar ficar sem dinheiro e a como não gastar demais.

Inclusive, como ter uma fonte de renda no futuro.

9 – 12 meses para enriquecer de Marcos Silvestre

Um livro que relata como mudar de vida em apenas um ano.

Desse modo, o autor oferece diversas ferramentas de apoio.

Por exemplo, planilhas e simuladores.

10 – Livros de educação financeira: quero ficar rico

Conhecimento é poder e também dinheiro.

Então, o objetivo do autor é tornar você independente.

Aliás, o valor da sua renda nem é relevante.

Logo, confira alguns dos tópicos relatados no livro:

  • Aprenda a pensar como um investidor de sucesso;
  • Coloque seu dinheiro para trabalhar por você;
  • Acabe com todos os seus problemas financeiros definitivamente.

Outras sugestões de leitura sobre educação financeira

Caso você já tenha lido a maioria das obras acima, adiante há mais recomendações.

Afinal, para se educar, é preciso muita informação.

Além disso, conhecer diversas histórias e pontos de vista pode ser bem enriquecedor.

Desse modo, acompanhe a listagem:

  • A mente acima do dinheiro, de Brad Klontz e Ted Klontz;
  • Trabalhe 4 horas por semana, de Timothy Ferriss;
  • A nova regra do jogo, de Rafael Paschoarelli;
  • Do mil ao milhão: sem cortar o cafezinho, de Thiago Nigro;
  • Como ganhar mais com seu dinheiro, de Mauro Halfeld;
  • Saiba mais para gastar menos, de Elaine Toledo;
  • Terapia financeira, de Reinaldo Domingos.

5 dicas para aproveitar a leitura sobre educação financeira

O primeiro passo é buscar o aprendizado.

Dessa forma, feito isso, dê uma pausa na teoria e parta para a prática.

Por isso, veja algumas sugestões a seguir.

1 – Livros de educação financeira: ganhe, economize e invista

Primeiro você ganha, depois gasta.

Aliás, nunca gaste mais do que ganha.

Assim sendo, tente economizar 10% do seu salário todo mês.

Em seguida, invista.

O objetivo é criar uma renda a mais.

Então, seja persistente e organizado.

2 – Inicie com pouco, mas pensando no muito

Cada real que você investe, começa a render de forma constante.

Portanto, seja paciente. Afinal, ninguém enriquece do dia para a noite.

3 – Respeite seu dinheiro

O básico sobre educação financeira é dar valor ao dinheiro ganho.

Logo, é mais fácil desperdiçar menos do que ganhar mais.

4 – Livre-se das dívidas

Negocie da melhor forma que puder.

Em seguida, faça um novo planejamento com suas finanças.

Assim, leve em consideração os ganhos e o quanto você é capaz de economizar.

5 – Prepare-se para emergências

Nesse momento, é necessário muito autocontrole.

Pois, é uma reserva destinada apenas a situações imprevistas.

Por exemplo, despesas médicas. 

Seja independente com livros de educação financeira 

Ao adquirir conhecimento sobre o assunto, você já dá um passo rumo à liberdade econômica.

A partir disso, com planejamento e estudo, sonhos de toda uma vida podem ser realizados.

E você evita passar por problemas financeiros e mantém sua qualidade de vida.

Por isso, siga as recomendações e dicas deste artigo.

Afinal, quanto antes você começar, mais cedo verá os frutos do seu aprendizado. 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You May Also Like