Dados Pessoais No Currículo: Como Colocá-Los Da Maneira Correta No Documento!

Colocar os dados pessoais no currículo é algo relativamente simples, porém, você precisa ter atenção para não errar nesse ponto importante.

Afinal, seja por distração ou por pressa em enviar o documento para uma empresa, diversos jovens:

  • Colocam informações em excesso no currículo (ele fica imenso);
  • Omitem dados relevantes que podem melhorar a sua imagem;
  • Bem como, deixar o campo de dados pessoais no currículo incompleto.

Para te ajudar a não cometer esse tipo de engano, fizemos um resumo completo sobre o que deve ter no seu currículo.

Ademais, você entenderá de uma vez por todas o que precisa ser escrito nos seus dados pessoais.

Veja e já manda esse post para um(a) amigo(a) que está à procura de trabalho! Boa leitura!

Dados pessoais currículo

Quais os dados que precisa para fazer um currículo?

Antes de mais nada, vamos entender o que é currículo.

Esse é um documento que faz a empresa ou recrutador ter um primeiro contato contigo.

Assim, para que esse documento cumpra o seu papel, ele deve conter os seguintes dados:

[powerkit_posts title=”Saiba como melhorar seu CV” count=”2″ template=”grid-3″]

Dica bônus: aproveite tudo o que já fez!

Se você já fez atividades auxiliares na escola/faculdade ou trabalho voluntário, valorize isso.

Veja um exemplo:

Trabalho voluntário: “ONG das Patinhas”, desde 2018 – visitas semanais para cuidar de animais de rua resgatados (nome fictício).

Afinal, é necessário colocar o nome completo no currículo?

Sim.

Essa pergunta é fácil de se responder!

Pois se você não colocar seu nome completo, fica fácil confundir o seu currículo com o de outros candidatos.

Ah! Entretanto, recomendamos que você coloque o nome completo inteiro, sem abreviações.

Por exemplo:

  • ERRADO: José S. M. Queiroz
  • CORRETO: José Souza de Medeiros Queiroz

Desse modo, você transmite para a empresa organização, bem como, informações completas sobre si mesmo.

CPF

Tem que colocar CPF e RG no currículo?

Não. Se você está montando o seu documento, fique atento(a). O RG e CPF não devem ser um dos dados no currículo.

De maneira direta, esses são números pessoais e que devem sempre ficar no máximo de sigilo possível.

Portanto, anotamos um esquema para você saber direitinho o que escrever no currículo na parte inicial de dados pessoais.

Confira:

  • Nome completo e sem abreviações;
  • Idade;
  • E-mail (nada de e-mails com muitos caracteres e/ou apelidos);
  • Telefone (de preferência com Whatsapp);
  • Endereço residencial completo;
  • Estado civil.

Ou seja, os dados pessoais têm relação com seu nome e com dados de contato.

Desse modo, você não precisa passar números como PIS, RG, dentre outros itens.

O que as empresas consultam antes de contratar?

Agora que você já sabe quais dados pessoais no currículo você deve colocar, é hora de ir além.

Nesse sentido, descobrimos quais pontos sobre o candidato as empresas pesquisam antes mesmo de te contratar.

Quer ver quais são eles?

Veja agora e se prepare de antemão para essa avaliação!

Redes sociais

As mídias digitais falam muito sobre nós, não é mesmo?

Desse modo, os recrutadores gostam de ver como seu futuro funcionário(a) se comporta nas redes.

Portanto, dê uma boa olhada no LinkedIn, Facebook, Twitter, Instagram, Pinterest e demais redes onde você tem conta.

Assim, veja se há algo (mesmo que de anos atrás) que possa ser ruim para a sua imagem.

Se houver, apague o quanto antes!

Vale ressaltar que são péssimos posts das seguintes naturezas:

  • Excesso de bebidas e uso de drogas;
  • Racismo (isso é crime e você pode responder judicialmente por isso);
  • Bem como, mensagens de ódio a qualquer um.
  • Por fim, seja você homem ou mulher, evite manter fotos ou vídeos muito sensuais nas redes.

Mídia

Além disso, recomendamos que você pesquise na internet o seu nome e locais onde já trabalhou.

Afinal, é possível que haja algo sobre você no Google! Como exemplo, podemos citar:

  • Feiras e simpósios que você coordenou na faculdade;
  • Premiação em uma empresa;
  • Alguma notícia negativa sobre a sua reputação.

Desse modo, indicamos essa consulta prévia para você não ser pego de surpresa na entrevista.

Assim, você pode se preparar para possíveis perguntas sobre essas situações.

Em alguns casos, eles verificam as suas condições financeiras

Se você vai trabalhar com dinheiro e/ou fechamento de grandes contratos, essa dica é para você!

Saiba que muitas empresas verificam:

  • SPC e Serasa;
  • Ademais, veem se o enriquecimento do futuro colaborador foi lícito ou se ele vive uma vida que não condiz com a realidade.

Portanto, diversas companhias fazem um levantamento de dados financeiros.

Assim, eles sabem se aquela pessoa é honesta.

Antecedentes criminais

Outro ponto que as empresas sempre olham antes de contratar, é a ficha criminal.

Assim, eles sabem se você já teve alguma passagem e qual foi o seu delito.

Em resumo, fique longe de encrencas, afinal, uma vez “fichado” jamais você terá uma ficha de antecedentes criminais limpa.

Sua história de vida

Além das observações que citamos acima, a empresa que deseja te contratar, quer saber a sua biografia.

Nesse sentido, eles querem saber a sua trajetória e quais são os seus caminhos já percorridos.

Anote alguns pontos chaves para você “treinar” antes da entrevista:

  • Por que você cursou determinada faculdade;
  • O que mais gostou nos últimos empregos;
  • Sonhos que você realizou graças aos últimos trabalhos.

Ah! Aqui vamos te dar mais uma sugestão: seja verdadeiro(a)!

Ou seja, não invente projetos ou habilidades que você não fez ou domina.

Lembre-se de que a empresa pode ligar para confirmar as informações e se for mentira, você será pego no flagra!

Tenho dúvidas! O que dizer em um currículo?

Além dos seus dados pessoais é importante que você coloque todas as suas competências nesse documento.

Nós já falamos mais detalhadamente sobre isso no segundo tópico.

Porém, queremos reforçar alguns pontos, dentre eles:

  • Insira as informações de forma organizada e sempre em ordem lógica;
  • Use a mesma fonte (tipo de letra) em todo o currículo;
  • Nunca use itálico para destacar uma palavra. Esse tipo de destaque só é indicado para palavras em outros idiomas;
  • Ademais, não faça um currículo com mais de 2 páginas. De antemão, saiba que provavelmente ele nem será lido;
  • Bem como, nada de mandar currículo colorido ou com imagens. O ideal é que esse documento seja sóbrio, direto e simples.

O que colocar no endereço do currículo?

Sob o mesmo ponto de vista, no seu endereço do currículo, você também deve ser direto.

Em resumo, o ideal é colocar o seu endereço residencial completo e atualizado.

Veja um exemplo:

  • Endereço: Rua das Amoras, nº 87, Bairro Estância das Acácias – Lagoa Santa / MG – CEP: 123.456-000 (endereço fictício).

Vale a pena ressaltar que se você mora em prédio, recomendamos que seus dados de endereço sejam colocados assim:

  • Endereço: Rua das Amoras, nº 87, apto. 308, Bloco 2 – Bairro Estância das Acácias – Lagoa Santa / MG – CEP: 123.456-000 (endereço fictício).

É importante que o recrutador e a empresa saibam onde você mora.

Dessa forma, eles podem se organizar em relação ao seu transporte e locomoção até a empresa.

O que não devo colocar no currículo?

“O que não escrever no currículo” é uma dúvida recorrente de muitos candidatos.

Portanto, fizemos uma pesquisa e descobrimos o que você jamais deve colocar nesse documento. Confira!

Reclamações

Primeiramente, o currículo deve ser o seu cartão de visitas e nunca um muro das lamentações.

Nesse sentido, nada de falar mal dos locais onde já trabalhou e nem reclamar de:

  • Condições econômicas e políticas do país;
  • Criticar a demora em conseguir um emprego;
  • Ademais, não escreva mal da faculdade ou locais onde estagiou.

Além de antiético, esse tipo de atitude gera mal estar e te elimina de um possível processo seletivo.

Dados sem importância

Sempre que você pensar sobre os “dados pessoais no meu currículo”, lembre-se do esquema anterior que te passamos.

Ou seja, nada de colocar nomes dos pais, locais que você quer conhecer ou hobbies irrelevantes.

Elogios tolos a si mesmo(a)

Outro ponto que os recrutadores não gostam são os elogios genéricos.

Nesse sentido, se considerar organizado ou lutador(a) não te darão destaque.

Pelo contrário, isso é algo que todo mundo se considera.

Em resumo, não se elogie e deixe para falar sobre suas qualidades na entrevista.

Ah! Temos uma dica! Se você tem experiências, pode se elogiar através delas.

Veja um exemplo:

  • Trabalho voluntário na Igreja (coloque o nome da instituição) como educadora.
  • Atuação: ajudava crianças de 7 a 10 anos nos trabalhos escolares e para-casas;
  • Habilidades desenvolvidas: paciência em ensinar, liderança de alunos e proatividade.

Viu só como colocar os seus dados pessoais no currículo pode ser fácil com as nossas dicas?

Para ficar de olho nas melhores sugestões sobre mercado de trabalho e carreira, acompanhe o nosso portal!

[powerkit_posts title=”Saiba como melhorar seu CV” count=”2″ template=”grid-3″]

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You May Also Like