Como Trabalhar Com Mala Direta (4 Etapas Fáceis) – O Guia Absolutamente Completo

Você já ouviu falar sobre trabalhar com mala direta?

Há alguns anos, o Brasil se depara com um problema alarmante: o crescente percentual do desemprego.

O momento é de crise.

A pandemia do novo coronavírus ainda não passou, empresas estão demitindo e reduzindo gastos.

Como se não bastasse todo esse cenário caótico, há ainda milhares de jovens adultos sedentos por uma oportunidade no mercado de trabalho.

A consequência imediata é o vemos atualmente: o mercado de trabalho formal inflado.

Nesse sentido, é cada vez mais comum que as pessoas procurem por alternativas ao trabalho formal

Nesse contexto, o mundo do Home Office tem invadido milhares de lares brasileiros.

Trabalhar com mala direta é apenas uma entre as várias opções que o Home Office disponibiliza.

Por isso, descubra agora todos os detalhes necessários para como trabalhar com mala direta. 

O que é mala direta?

O que é mala direta?

Antes de saber como trabalhar com mala direta, você precisa saber o que é mala direta.

A mala direta surgiu como uma ferramenta do marketing.

Talvez você não tenha conhecimento desse fato.

Porém, os processos que envolvem a divulgação e promoção de um produto e/ou serviço são extremamente complexos.

Independente do instrumento utilizado pelo marketing, existe algo básico e essencial: a proximidade com os clientes e/ou usuários.

Para uma empresa conseguir atingir mais pessoas, é fundamental que estabeleça relações de proximidade entre seu conteúdo e as pessoas interessadas.

Profissionais da área sabem que gerar identificação do cliente com o produto e fazer com que a pessoa se sinta acolhida faz toda a diferença no plano de divulgação da marca.

A mala direta é um serviço que facilita essa proximidade.

Trata-se de uma ferramenta de marketing na qual, originalmente, as empresas enviavam cartas para seus clientes ou potenciais clientes.

Repare na palavra “originalmente”.

Embora os objetivos da mala direta permaneçam os mesmos, o modo de funcionamento é distinto.

Atualmente, é bem mais difícil encontrar empresas que possibilitem trabalhar com mala direta pelo envio de cartas. 

O trabalho com mala direta acontece pela Internet, em especial, pelo e-mail.

Ou seja, em vez do funcionário enviar cartas, uma a uma, para o público-alvo da empresa, é possível enviar milhões de e-mails em alguns cliques.

Empresas que trabalham com mala direta

Trabalhar com mala direta é algo sério e que exige bastante compromisso.

Isso porque aquela empresa confiará em você para ser a ponte entre ela e os clientes.

Assim, saiba que é possível encontrar oportunidades de trabalho com mala direta em sites de emprego.

Além dos sites de emprego, há várias empresas, tanto brasileiras quanto internacionais, que contratam pessoas somente para trabalhar com mala direta.

Conheça algumas delas:

Esses são apenas alguns exemplos de empresas que trabalham com mala direta.

Por isso, caso tenha interesse em participar desse mercado, vale muito a pena ficar de olho nos sites.

Como trabalhar com mala direta é realizado pelo computador, nada impede que uma empresa contrate o funcionário, integral ou parcialmente, na modalidade Home Office.

Vale destacar que, além dessas empresas, você ainda tem a possibilidade de trabalhar como profissional autônomo ou freelancer.

Diferente de trabalhar para uma empresa, ter a carteira assinada, e receber um salário através desse vínculo empregatício, no trabalho autônomo não existe obrigatoriedade de continuar com o mesmo cliente.

Embora preste serviços para uma empresa, esse vínculo é temporário (apenas por determinado serviço).

Quando o serviço acabar, pode escolher entre continuar a parceria e seguir seu caminho.

Dessa forma, é perfeitamente possível encontrar oportunidades para trabalhar com mala direta em plataformas e sites freelancer. Veja alguns deles:

  • Workana;
  • UpWork;
  • 99Freelas;
  • GetNinjas;
  • Contentools.

Como é trabalhar com mala direta?

Quando você for contratado por alguma  empresa, ela te enviará o conteúdo, ou seja, a “mala”.

Você terá que pegar esse conteúdo e enviar para o número máximo de pessoas que puder, visando atingir grande parte do público-alvo da empresa contratante. 

Como você precisa, necessariamente, atingir muitas pessoas, enviar de um por um, não é nada prático.

Por isso, utilizando diversas ferramentas eletrônicas será possível fazer o envio em massa, chegando a centenas de envios de uma única vez.

O Word, Excel e Outlook, estão entre os programas da Microsoft mais utilizados para criar uma lista de remetentes personalizadas para enviar a mala direta. 

Assim, você utiliza uma fonte de dados (que pode ser uma lista do Excel, Acess, Word ou e-mail), a personaliza e a encaminha o conteúdo para todos os remetentes do banco de dados.

Ainda, é aconselhável que você guarde provas de que realmente fez o trabalho.

Dessa forma, mesmo que a mala direta não cause o efeito desejado para a empresa, seu salário estará garantido. 

Quanto ganha um envelopador?

Fazendo uma pesquisa de mercado apurada, é possível encontrar salários de envelopador a partir de R$ 1 200,00.

Pode-se considerar um salário razoável, considerando que trabalhará poucas horas por dia e de modo home office.

Muitas pessoas ficam o dia todo em pé para ganhar valores iguais ou menores.

Portanto, pense nessa possibilidade ao procurar alternativas de conquistar renda extra.

Ainda é possível encontrar empresas que fornecem benefícios para o envelopador, por exemplo, plano de saúde.

Todavia, essas opções são para trabalhar para uma única empresa.

Caso queira atuar como freelancer, o salário é relativo, dependendo principalmente de três coisas: a quantidade de trabalhos que você aceitar, o valor desses trabalhos e em quanto tempo consegue executá-los

Quais categorias de mala direta é possível utilizar?

Há vários programas de computadores que permitem trabalhar com mala direta.

A primeira categoria utilizada como mala direta foi a correspondência (carta de papel), enviada pelos correios para a casa dos remetentes.

Porém, esse modelo não é mais utilizado com frequência, sendo substituído pelo Word e Excel.

Utilizando o Microsoft Word, por exemplo, você pode enviar cartas, etiquetas, envelopes, diretórios, cartões.

Além disso, utilizar o mais comum de todos: o e-mail.

Se você quer saber mais sobre como utilizar o Word como recurso para a mala direta, clique aqui.

Principais vantagens de trabalhar em casa com mala direta

1. Trabalhar sem sair de casa

Essa é uma vantagem não só para quem quer trabalhar com mala direta, como também de qualquer serviço do Home Office.

Muitas pessoas gostam da ideia de trabalhar em casa, pois se sentem livres de toda a rigidez, pressão e formalidades que o trabalho CLT exige.

Além disso, ao trabalhar com mala direta você terá flexibilidade para organizar seus horários, podendo escolher quantas horas por dias quer usar trabalhar. 

Sem contar a comodidade.

É possível trabalhar sentado no seu sofá e vestindo o seu pijama.

Isso não quer dizer que o trabalho com mala direta não seja sério e que não exija responsabilidade.

Apenas que o funcionário tem maior liberdade para escolher como quer executá-lo.

2. Boa remuneração 

Como dito anteriormente, o salário de alguém que decide trabalhar com mala direta não é dos piores, especialmente se considerarmos que metade da população brasileira sobrevive com um salário mínimo (R$ 1 100,00). 

Se considerarmos alguém que vá trabalhar com mala direta na modalidade freelancer (profissional autônomo), os lucros podem ser altos.

O interessante do trabalho do freelancer é que o salário é diretamente proporcional a dedicação e tempo destinados à aquele trabalho.

Quanto mais trabalhos o freelancer conseguir executar com mala direta, maior será o salário. 

Há freelancers que relatam conseguir tirar acima R$ 3 000,00 todos os meses.

3. Trabalho para qualquer pessoa

Não há restrições de idade, gênero ou formação acadêmica.

Se for trabalhar com mala direta, o único pré-requisito é compreender minimamente o funcionamento de um computador. 

Você não precisa ter um curso superior ou algum conhecimento específico, pelo menos não a priori (pode ser que alguma empresa exija determinada habilidade, mas isso não é uma regra).

Para trabalhar com mala direta, só é preciso ter algum conhecimento ou formação se, além de enviar os e-mails, você também precisar criá-los.

Nesse caso, você passa de mero “carteiro” para também ser o produtor de conteúdo.

Em situações como essa, que não são tão comuns, talvez você precise compreender de conceitos básicos de design, criação de posts, cartões e redação de texto.

Porém, isso são em casos específicos.

De modo geral, trabalhar com mala direta é fazer o envio de correspondências (cartas ou e-mails) para outras pessoas.

O que exige, apenas, conhecimentos básicos em Word e envio de e-mails.

4. Possibilidade de renda extra

Já foi citado o salário de uma pessoa que opte por trabalhar com mala direta integralmente.

Porém, se o que está procurando é apenas uma renda extra, trabalhar com mala direta é uma excelente opção.

Muitas pessoas se iludem pensando que, no primeiro mês nesse ramo, irão conseguir tirar 2 ou 3 mil reais.

Lembre-se que nada é tão fácil na vida.

Você começa ganhando pouco, tirando uma renda extra e, gradualmente, vai expandindo seus lucros. 

O melhor é que você pode escolher se quer fazer da mala direta sua renda fixa ou se quer deixá-la apenas como renda extra

Como trabalhar com mala direta da maneira correta?

1. Encontre empresas que contratem para trabalho de mala direta

Você já teve acesso a alguns nomes de empresas e plataformas freelancer em que há possibilidade de trabalhar com mala direta.

O ponto é estar sempre atento às empresas que fazem ou que precisam de funcionários para fazer esse tipo de trabalho.

Não estou dizendo que vai entrar agora nos sites e encontrar uma boa oportunidade.

É preciso ter paciência e saber pesquisar.

No caso das plataformas freelancer, deve fazer o cadastro, divulgar seus serviços e esperar até que oportunidades comecem a surgir.

Minha dica é que você se concentre em poucas empresas e plataformas.

Se tentar sair “atirando” para todo lado, há menos chance de acertar em algo.

2. Escolha a forma de mala direta que deseja trabalhar

Embora o e-mail seja, com toda certeza, o tipo mais recorrente de mala direta, já vimos que não é o único.

Dessa maneira, escolha aquele que você mais se identificar, gostar e tiver facilidade para desenvolver.

Essa escolha deve estar baseada também na estrutura que você possui em casa para executá-la. 

Se sua conexão de Internet não for boa, por exemplo, escolher uma mala direta que dependa exclusivamente da Internet será um problema. 

3. Receba o conteúdo fornecido pela empresa para o envio da mala direta

Para trabalhar com mala direta você precisa saber que será um intermediário

Desse modo, você irá esperar até que a empresa entre em contato com você acerca do fornecimento do conteúdo.

Como a maioria do serviço é feita pelo próprio computador, assim que vocês fecharem o negócio, a empresa já pode te enviar o conteúdo.

O conteúdo que receber deverá ser revisado por você (conferir se está tudo ok) e só então será enviado aos remetentes. 

4. Analise os resultados

A empresa só continuará com seus trabalhos se perceber que o trabalho com mala direta está dando resultados, ou seja, que essa ferramenta de marketing funcionou.

Nesse sentido, é fundamental que você também analise seus resultados, veja no que pode melhorar, se está realmente atingindo o público-alvo.

A mala direta só funciona se conseguir assegurar a proximidade da empresa com o cliente.

Portanto, a análise dos resultados é tão importante quanto os outros passos e deve ser tratado com seriedade.

Conclusão

Ao longo desse texto você aprendeu o essencial para começar a trabalhar com mala direta.

É um mercado com muito espaço, principalmente porque as empresas, de modo geral, não poupam esforços para investir em marketing

Trabalhar com mala direta é algo seguro, confiável e bastante rentável.

Para evitar cair em mentiras, o segredo é pesquisar sobre a empresa para o qual irá trabalhar com mala direta.

Veja a quanto tempo ela está no mercado, os trabalhos que executa e verifique o CNPJ.

Trabalhar com mala direta é uma ótima oportunidade para conseguir renda extra ou até uma renda fixa.

Siga as dicas apresentadas nesse artigo que, sem dúvidas, terá bons resultados. 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You May Also Like