Como Fazer Um Canvas: Confira as 4 Perguntas Principais

Neste artigo, vamos te ensinar a como montar um Canvas e mostrar por que ele é tão importante para o seu negócio.

Provavelmente você já ouviu falar sobre o Canvas ou o Business Model Canvas.

Independente do nome que você conheça, vamos te auxiliar como montar um e mostrar sua importância.

É necessário você ter bastante atenção nesse conteúdo para sair deste artigo como um especialista e sabendo como executá-lo da forma correta.

Aconselho você a anotar todas as nossas dicas para não esquecer de como fazer um Canvas, o que ele é, como ele funciona, etc.

Canvas: Como fazer e qual a sua importância?

O que é e como funciona o Canvas?

Quando começamos um negócio, precisamos de estratégia e planejamento.

Nessa hora entra o Canvas, que é basicamente um mapa visual que te ajuda a organizar as primeiras informações sobre o seu negócio.

Algumas pessoas preferem usar o modo tradicional, como escrever um quadro ou em um caderno, já a versão online é um modelo todo montado que você só precisa preencher.

Ele é muito importante para dar um norte do que precisa para conseguir, por exemplo, vender o seu produto para alguém.

O Canvas ou o Business Model Canvas facilita na hora de visualizar a empresa de uma forma mais ampla, envolve seus principais objetivos e inclui o segmento que ela pertence.

O Canvas é dividido da seguinte forma:

  • Parcerias principais
  • Atividades principais
  • Proposta de valor
  • Recursos principais
  • Relacionamento
  • Canais
  • Segmento de cliente
  • Estrutura de custo
  • Fonte de receita

Como fazer um canvas? Aprenda o passo a passo

Aprenda como fazer um Canvas, para isso é muito importante você seguir esses passos:

Parcerias principais:

Esse primeiro tópico deverá ser preenchido com os serviços essenciais para que sua empresa funcione, e devem ser incluídos neste tópico, os fornecedores.

Se você pensa que a melhor opção é não ter parceiros, sugiro que repense, porque determinadas atividades precisam de parcerias e é bom você escolhê-las com cuidado.

Se para você, aquele determinado parceiro não faz tanta diferença, não é necessário colocá-lo no Canvas.

Atividades principais:

Esse tópico vai depender bastante do tipo do seu negócio, se a sua empresa é focada em marketing, pense no que é essencial para sua empresa funcionar bem.

Após descobrir todas as atividades necessárias, coloque tudo no Canvas para visualizar melhor.

Proposta de valor:

Acredito que essa parte vai demorar mais, porque nesse tópico você vai pensar o que sua empresa tem de diferente e o porquê as pessoas vão escolher a sua empresa.

Pense bastante no valor do seu produto ou da solução, quais as vantagens do seu negócio, etc.

Recursos principais:

Para começar, você vai precisar de alguns recursos básicos.

É aqui que o Canvas também pode ajudá-lo, porque ao colocá-los no modelo, você pode ver o que precisa comprar logo de cara.

Para esses recursos não se limite, coloque tudo que você precisará.

Para facilitar, divida-os em partes como: humanos, físicos, intelectuais e financeiros.

Relacionamento:

Esse tópico também vai depender de qual estilo é o seu negócio, pois em determinados negócios, você pode ter um relacionamento virtual e resolver tudo pela internet, já em outros não pode ser assim.

Então, observe o que é o melhor para sua empresa e coloque tudo no Canvas para te ajudar.

Canais:

Essa é uma forma de você fazer com que todos conheçam seu negócio.

Os canais de comunicação ou de vendas são muito importantes para quem está começando.

Como estamos muito inseridos no mundo digital, escolha pelo menos um canal digital, que o ajudará a ter um relacionamento com seus clientes, conquistar novos e fidelizá-los.

Segmento de clientes:

Pense para qual persona você vai oferecer seus serviços ou seus produtos. Uma boa opção é apostar em algumas pesquisas e formar sua persona.

É importante você identificar, definir e conhecer a fundo quem se interessa pela sua empresa e como você se comunicará com aquela pessoa.

Estrutura de custo:

Calcule quanto sua empresa vai precisar para criá-la, é o famoso capital, após calcular isso, vamos para outros cálculos.

Esses cálculos são o custo de produção, o custo fixo mensal, custo de operação, etc.

Fonte de receita:

Essa última etapa é para mostrar onde você vai obter o seu dinheiro.

Pode ser através da venda de produtos, dos seus serviços mesmo, dependendo até de assinatura de algo, como um e-book, etc.

Após aprender a como montar seu Canvas, para ser mais fácil, vamos te apresentar como fazer um Canvas online.

Utilizando ferramentas online: como fazer um Canvas online?

Existe essa opção de utilizar um modelo de Canvas totalmente online.

Na internet há os sites e os modelos disponibilizados para você começar a produzir seu Canvas.

Essa forma é muito prática porque deixamos para trás aquela coisa de escrever todas as informações em um quadro e ainda é mais fácil para sua equipe visualizar através de uma nuvem, por exemplo.

Para aprender como montar um Canvas online, você precisa dividir em 9 tópicos, da mesma forma que citamos anteriormente, e ainda acompanhar as perguntas para facilitar na hora de preencher.

É uma boa opção para o profissional se conhecer melhor, seja em um projeto da empresa que você trabalha ou no seu trabalho que você realiza em casa mesmo, que é autônomo.

Essa é a maneira correta de fazer um Canvas pessoal

O Canvas pode ser usado para uma organização pessoal, não apenas para o mundo dos negócios.

É igual ao empresarial, só muda o nome e o objetivo dos tópicos.

Valor provido:

Nesse primeiro tópico, sugiro que seja objetivo e não tente colocar muitas propostas de valores, coloque no máximo 4.

Para definir isso, pense em quem você pode ajudar, por exemplo, ajudar moradores de rua distribuindo comida, fazer vídeos ensinando uma receita, algum exercício, etc.

Clientes:

Após decidir suas propostas, pense em quem serão os seus clientes.

Para fazer isso, procure observar as características dos seus clientes, independente de trabalhar como autônomo ou em uma empresa, trata-se da sua persona.

Foque em estudar bastante sobre os seus clientes.

Canais:

Totalmente importante para você chegar no cliente e vice-versa, qual seria o melhor canal de comunicação para o seu cliente?

Nas redes sociais, em um escritório, isso vai ficar ao seu critério, mas sugiro que faça bastante pesquisas para facilitar a comunicação entre os seus clientes e você.

Relação:

Para você que está no mundo das vendas, não pense que é apenas vender, é muito mais que isso.

É ideal que você tenha um bom relacionamento com os clientes.

Para mostrar que você se importa com eles, tente apostar na interação nas redes sociais ou e-mail marketing.

Se preferir, faça alguns testes para saber qual a melhor opção para os seus clientes.

Fontes de receita:

É interessante você pensar como fará para ter um capital, se for o caso, arrume um emprego fora e use o salário como uma renda extra para ajudar.

Mas se não for possível, tente pensar em novas formas de render um pouco mais com o seu próprio negócio.

Recursos principais:

Nesse tópico você vai reunir todos os recursos essenciais que precisa, por exemplo, para fazer uma comida, é preciso reunir todos os ingredientes.

Portanto, pense em tudo que é essencial para começar.

Atividades principais:

Quais atividades você vai precisar fazer para ajudar os moradores de rua com a alimentação?

Você vai precisar anotar tudo o que vai precisar, por exemplo, é preciso preparar a comida, em seguida embalar tudo, etc.

Organize essas atividades no Canvas em poucas palavras.

Parceiros:

Primeiro, você precisa saber a diferença dos parceiros, um parceiro pode ser uma boleira que compra sua quantidade de açúcar necessária de uma fábrica ou mercado.

Esse é um exemplo de parceria.

Os parceiros vão te ajudar no negócio, auxiliá-lo a crescer, etc.

Estrutura de custo:

Em nosso último tópico, você vai definir os custos que são necessários, como um aluguel, móveis, etc.

Mas pense em colocar apenas as coisas que possuem uma necessidade muito significativa.

Veja quais são as 4 perguntas na hora de fazer um Canvas

Considere muito essas perguntas na hora de montar um Canvas:

  • Qual o meu público-alvo?
  • Qual o capital de investimento?
  • Qual a viabilidade do negócio?
  • Quais são os meus potenciais parceiros ativos?

O que fazer depois do Canvas?

Após terminar o modelo do seu canvas e preencher certinho, agora é a hora de passar para o próximo passo.

O próximo passo é o plano de negócios, o objetivo desse plano é mostrar a viabilidade do projeto, que é saber se vale a pena encarar esse desafio no mercado.

É totalmente válido, pois como o Canvas é algo bem visual, fica bem mais fácil e é interessante você pensar em novas formas de gerar receitas.

Resumindo, após montar um Canvas, você poderá encontrar novas oportunidades para o seu negócio e aumentar seus resultados.

Conclusão

Avalie bastante sobre o Canvas para quando você for construí-lo, dar certo de primeira e estude muito sobre o seu negócio, pois assim será mais fácil para preenchê-lo.

Fica ao seu critério se vai querer pegar o modelo pronto, fazer online ou construir.

Por fim, esperamos que este artigo tenha ficado claro.

Confira outros artigos que temos disponíveis para você!

Se ficou alguma dúvida, deixe nos comentários ou entre em contato conosco.

Até o próximo artigo!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You May Also Like