Redação ‘Quem Sou Eu’ modelo pronto e 3 dicas para seduzir os recrutadores

Redação quem su eu

Muitas empresas em seu processo seletivo pedem aos candidatos para escreverem uma redação “Quem Sou Eu”.

Apesar de uma pergunta simples, respondê-la é nada fácil — ainda mais sob pressão!

Ainda assim, a Psicóloga Andréa Marinho afirma que a redação é fundamental para a empresa te conhecer como pessoa.

Mas você sabe falar sobre você de forma convincente?

Continue comigo que nesse texto irei te passar algumas dicas essenciais para você criar uma redação incrível!

3 elementos que não podem faltar na sua redação

Toda boa redação Quem Sou Eu precisa ter esses 3 elementos:

1) A sua introdução conta

Na introdução você deve se apresentar de forma clara e concisa. Não esqueça de incluir:

  • Seu nome, idade, estado civil, e outros dados pessoais;
  • Uma ou algumas características marcantes e que sejam interessantes para a vaga específica;
  • Traga algum hobby que você goste de fazer nas horas vagas;
  • Busque relacionar suas características com sua vida profissional.

2) O desenvolvimento

No desenvolvimento da sua redação Quem Sou Eu é interessante contar sua história. Contudo, evite falar sobre informações que estão no currículo. Então, busque destacar:

  • Momentos que marcaram sua trajetória;
  • Profissionais da área que fizeram você ter o interesse;
  • Algum erro, mas que você corrigiu e como o fez.

Ademais, antes de ir para finalização é interessante escrever sobre seus sonhos e objetivos.

3) A finalização

A finalização é o momento de apresentar porque você deveria ser contratado. Ou seja, reforçar suas qualidades e como elas podem contribuir com a empresa.

Aliás, essa estrutura é um aspecto muito avaliado pelo recrutado. Como a psicóloga Andréa Marinho explica: “ele consegue avaliar se você é objetivo ou prolixo, que se perder ali no meio do caminho”.

A psicóloga também diz que falar sobre suas características pessoais durante o texto também é interessante. Assim, discorrer sobre sua disciplina, criatividade, organização entre outros pode ajudar o recrutador a te conhecer.

Contudo, é importante que essa descrição não seja “sou muito organizado/disciplinado”. Isto é, demonstre que você tem aquela características, assim:

  • Evite: “sou muito perseverante.”
  • Use: “apesar dos desafios e após 1 ano de perseverança, finalizei o projeto que ficou entre os 5 melhores da minha turma”

Aliás, nesse exemplo que dei, você já fala sobre várias coisas como: sua capacidade de superar desafios, sua disciplina e os resultados que você alcançou.

Dicas de como fazer uma redação quem sou eu

Começar a escrever é o maior desafio de qualquer pessoa, até do mais prolífico escritor. Além disso, escrever com tempo limitado e sob pressão da entrevista é ainda pior.

Contudo, segundo a Andréa Marinho, a redação costuma vir antes de uma entrevista. Então, você consegue fazer um rascunho antes de entregar o texto final.

Dessa forma, inicie colocando as ideias gerais que você quer falar. Contudo, não espere que suas primeiras palavras irão revolucionar o mundo. Assim, sua primeira versão será focada em tirar as ideias de sua cabeça e colocar no papel.

Acontece que diante da oportunidade de emprego cada palavra parece ser uma decisão de vida ou morte. Porém, o perfeccionismo acaba por nos atrapalhar e gera ainda mais ansiedade e estresse.

Então, crie uma primeira versão sem se preocupar se o texto será um obra do nível de Shakespeare. Depois que você liberar suas ideias no papel, revise e refine seu texto.

Segundo a gerente de Assessoria em Gestão de RH da KPMG, Cristiane Gonçalves, busque evitar:

  • Gírias;
  • Abreviações;
  • Frases soltas e de efeito;
  • Linguagem muito complexa e prolixa;
  • Repetição de palavras;
  • Erros de ortografia e gramática.

Enfim, não esqueça de:

  • Ser você mesmo e seja sincero, não adianta mentir;
  • Tenha orgulho de sua história, independente de como ela seja;
  • Foque em apenas um momento marcante da vida que melhor represente sua personalidade.

Como o recrutador analisa o seu texto

Segundo a psicóloga e gerente de talentos, Sandra Gouveia Moreira, “o que interessa nesses textos é avaliar a capacidade de estruturar as ideias, de raciocinar sobre um problema ou tema e também o domínio sobre o português”.

A psicóloga adiciona que em redações que o tema é definido pelo recrutador há outro ponto sendo avaliado: o quão bem informado você está e o seu nível de conhecimentos gerais.

O recrutador quer conhecê-lo

Na Redação Quem Sou Eu há também o foco de realmente conhecer você.

Assim, a psicóloga Andréia Marinho afirma que os recrutadores querem saber “sua história, no sentido de porque você escolheu aquela profissão, qual foi o momento em que você se identificou com determinada carreira, seus projetos, o que você deseja e seus sonhos”.

Por isso, repetir informações do seu CV ou usar modelos prontos, em que você só modifica alguns dados, apenas irá lhe prejudicar.

Em alguns processos seletivos presenciais com redação pode acontecer a análise do texto por um especialista de grafologia. A grafologia é o estudo das letras, palavras e forma geral da sua escrita à mão.

Nesse sentido, na análise é possível descobrir características como o caráter, personalidade, aspectos emocionais e até grau de inteligência.

Contudo, não se apresse ao pensar em forjar sua forma de escrita, até porque não lhe ajuda em nada. Ademais, a grafologia é empregada para avaliar seu perfil psicológico e não sua argumentação — ou seja, não tente escrever de forma complexa sem necessidade.

Então, se estiver sendo analisado por um grafólogo, fique tranquilo e execute sua redação Quem Sou Eu da forma mais natural possível.

Exemplo de como fazer uma redação quem sou eu

Vamos a um exemplo de redação de Quem Sou Eu:

Meu nome é Fulano da Silva, tenho 20 anos, sou natural de São Paulo e moro na cidade desde que nasci. Sou solteiro e sem filhos, além de morar sozinho no centro da cidade — que me permite ter acesso às várias cafeterias onde gosto de ler meus livros no final de semana.

Meus pais lutaram muito para ter uma boa condição de vida, e eu queria ser como eles, de ter orgulho de cada conquista que veio pelo suor. Por isso, quando fiz 18 anos decidi alugar meu apartamento, pois sabia que seria um enorme desafio me sustentar sozinho.

Assim, comecei a trabalhar desde os meus 16 anos, iniciando como jovem aprendiz na área administrativa, já que na época eu estudava na ETEC o curso de Técnico em Administração. Na empresa em que trabalhei, a Consultoria SP e fiquei até meu aniversário de 20 anos, tive o prazer de trabalhar com o gerente de compras, Moacir, que logo se tornou meu mentor e grande inspiração.

Com ele criei o interesse pela área de compras e uma paixão pelo processo de negociação. Por isso estou sempre estudando sobre psicologia, técnicas de persuasão e finanças.

Contudo, quando a empresa me contratou como CLT, não tive um início suave. De fato, eu era um garoto muito tímido e sofria para falar no telefone, o que ocasionava muitos problemas nas conversas com fornecedores. Porém o apoio de Moacir me ajudou a superar minha ansiedade e melhorar minhas técnicas de persuasão e logo estava auxiliando ele nas negociações também.

Com essa minha experiência e paixão pela área, iniciei a graduação de Gestão Financeira para me especializar ainda mais.

Ainda que eu tenha saído de casa cedo, minha família é meu pilar e sempre me apoiaram. Não tenho medo dos desafios e encaro eles de frente.

Enfim, pela minha história e desejo por novos desafios, junto com meu gosto por estar sempre me especializando mais, acredito poder contribuir com sua equipe em uma melhor gestão e processo de compras”.

Veja que nesse exemplo, apesar da pouca experiência, o recrutador já consegue perceber características como:

  • Proatividade;
  • Superação de desafios;
  • Disposição a aprender;
  • Força de vontade;
  • Interesse e histórico na área.

6 dúvidas frequentes sobre a redação quem sou eu

1) Como saber se estou sendo analisado por um grafólogo?

Geralmente é pedido que você escreva sobre uma superfície macia, como em cima de algumas folhas de sulfite. Isso é importante para que seja possível analisar em mais detalhe coisas como a força que você aplica na hora de escrever.

Contudo, lembre-se que é importante você ser você. Nada de tentar ser outra pessoa, pois os recrutadores e especialistas sabem quando alguém está fingindo e isso apenas te prejudica.

2) Estou travado! Não sei como começar a redação. O que eu faço?

Como mencionado, comece em um rascunho colocando todas suas ideias, sem se preocupar em ficar perfeito.

Porém, para te colocar no ritmo, crie uma introdução que fale seu nome, idade, estado civil e o que você gosta de fazer nas horas vagas.

3) O que a leitura tem a ver com a redação Quem Sou Eu?

Ler bastante irá te ajudar a escrever melhor. Assim, você aprende novas palavras e melhora sua capacidade de argumentação.

4) Sou mulher e tenho filho pequeno. Ainda devo falar sobre isso na redação?

Infelizmente o preconceito de algumas empresas acabam fazendo com que elas eliminem mulheres com filhos pequenos. Assim, Andréa Marinho recomenda falar dos filhos muito pequenos apenas na entrevista, evitando ser eliminada logo de cara.

5) Qual a melhor forma de contar minha história?

É importante evitar ser apelativo, contando história triste e de quanto você necessita daquele emprego. Logo, o recrutador irá gostar mais se você contar a sua superação.

Então, foque em dizer os desafios e como você superou eles. Assim, você destaca suas qualidade de forma mais efetiva e chama atenção do recrutador. Com isso, você tem muito mais chances de ir para a próxima etapa!

6) É preciso ser impecável na ortografia e gramática?

As empresas não são rigorosas como o Enem. Ainda assim, é fundamental revisar o texto para evitar erros de ortografia e gramática.

Contudo, caso haja poucas falhas de pontuação ou acentuação não será motivo para eliminação.

Conclusão

Enfim, para ter sucesso na escrita da sua “Redação Quem Sou Eu” precisa ser o mais pessoal possível. Afinal, modelos prontos já são conhecidos pelos recrutadores e isso poderá te prejudicar no fim das contas.

Assim, é fundamental transmitir sua autenticidade e personalidade. Pode ser muito difícil, mas com a prática, o hábito de leitura e as dicas que te passamos será mais tranquilo.

Então, respire fundo e lembre das dicas que te passamos nesse artigo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You May Also Like